Adidas Streetwear

Cada vez mais a Adidas tem se tornado uma marca streetwear e não só uma marca com roupas para praticar atividades físicas.

LOOK TENIS ADIDAS - SAMIFOBIA

Para quem ainda não conhece o streetwear é uma fusão de tendências e elementos originais do fim dos anos 60, aliados a alfaiataria, movimento skater e outras tendências dos anos 80 e 90. É a moda da rua, é criar um estilo atemporal e inovador absorvendo tendências e mixando-as.

O streetwear permite a composição de looks com jeans, peças clássicas com cortes inteligentes, barra dobrada, sobreposições, cores vibrantes, cores pastéis, tênis, anéis, pulseiras, cordões com pingentes e uma infinidade de acessórios.

Streetwear Adidas

Eu sou completamente apaixonada por esse estilo e pela assim, então eu separei alguns looks para vocês se inspirarem…!

Inspiração – Makes e looks para o Halloween

Já já é Halloween gente!!! Eu sou completamente por makes e nessa epóca do ano eu começo a ver várias para comemorar a data, aqui no Brasil nós não comemoramos tanto, mas sempre aparece alguma festa á fantasia ou quem quiser pode ir na Zombi Walk…

Eu separei algumas makes de inspiração e um tutorial para vocês se inspirarem ❤

Tatuagem de cabelo

Depois das Flash tattoos, o sucesso da vez são as Hair tattoos! E a primeira top a posta uma foto usando foi a top Kylie Jenner – Lógico! Não poderia ser outra pessoa né?! hahah.

As tatuagens custam US$ 4,99 (cerca de R$ 20) e podem ser adquiridas em algumas lojas dos Estados Unidos, como o Walmart, Ulta e a Target, onde é possível comprá-la nas cores prata e dourado.

Além de lindas são super praticas e tem o mesmo processo de aplicação que as flash tattoos, é só aplicar na mecha e colocar um pouco de água por cima e na hora de retirar a estampa, é só lavar os fios e pronto!

SPFW além das passarelas !

Na última semana de moda eu fiquei impressionada com a quantidade de atrações e nessa não foi diferente, tinham ainda mais ações rolando e é claro que eu fui conferir tooodas !!!

  • Sala do infinito – Essa foi uma parceria entre o SPFW e o Instagram, eles montaram uma cápsula toda espelhada assim o visitante entrava nela e tirava sua foto, a foto de todos os que passam pela cápsula, também entra no perfil criado especialmente para a ocasião, @saladoinfinito! Eu também tirei a minha foto (foram as minhas fotos, porque foram várias, mas até agora eu só postei uma hahah) e AMEEEEI !!!

  • “Fazendo a Cabeça” – A exposição de chapéus esta logo na entrada do evento, ele foi desenvolvida pelo Davi Ramos, ela conta com 40 chapéus criados pelo artista pra seus trabalhos de stylist com Flavia Pommianosky em marcas como André Lima – um de seus parceiros mais antigos.

IMG_9860

  • #TNTnoSPFW – Quem passasse pelo espaço da TNT poderia fazer uma tattoo de graça, essa experiência que a empresa de uma bebida energética que tem como objetivo criar nos visitantes a vontade de fazer uma tattoo e mostrar sua atitude.

IMG_9871

  • Lounge Revista Glamour – Foi todo decorado usando de inspiração os salões de beleza retrô, com peças vintage e todo decorado em tons de rosa e azul, L – I – N – D – O !!! Fiquei apaixonada!!!

lounge-glamour

  • #UmShotDeAtitude – A Schweppes levou sua geladeira de refrigerantes free, onde eles lançaram o sabor Guaraná Class – uma mistura de guaraná com um toque especial do sabor cranberry, que é uma delicia! – e cabine de fotos que ficava logo ao lado.

IMG_0145

  • Lounge Vogue – A decoração é o ponto mais forte, ele estava lindo com uma decoração super colorida, toda “summer vibes”!

LOUNGE-VOGUE

  • Magnum – Dessa vez a empresa fez duas ações no evento, com os sorvetes que eram personalizados para cada um na hora e #LookSecreto Magnum by PatBo que foi criado especialmente para o evento que teve como musa da marca a atriz e modelo Camila Queiroz.

IMG_0003

  • Riachuelo – Eles criar uma pista de skate para que todos pudessem tirar uma foto nesse “momento radical” hahah
  • “Do princípio ao início” – Essa exposição faz uma retrospectiva dos 20 anos de SPFW, ela reúne vestidos, fotografias e maquetes de alguns desfiles que marcaram as duas décadas do evento.

IMG_0146

SPFW INVERNO 2016 – DAY 6

Ai que pena, acabou o SPFW, os desfiles do ultimo dia foram lindos e deram o que falar…

Giuliana Romanno – Esse desfile não ocorreu na Bienal, foi no na galeria Rabieh, nos Jardins, um espaço pequenino, intimista e com uma bonita luz natural. A alfaiataria desconstruída fez sucesso junto com vazados geométricos, o veludo cortado a laser, as amarrações nas cinturas e punhos, as camisas leves e translúcidas e as fendas e recortes.

Patricia Viera – Deserto do Atacama foi o tema do desfile e por causa disso toda a passarela era de sal grosso, alusão ao deserto de sal do Chile. Couro é o material que a estilista mais conhece e usa, á algumas coleções a estilista vem convidando artistas para customizar peças da sua coleção que acabaram virando hit absoluto entre as fashionistas e desta vez a escolhida para assinar os desenhos foi a carioca Clara Veiga, os desenhos feitos de caneta Bic inspirados nas constelações do Atacama.

Wagner Kallieno – Outro desfile em que as jaquetas bomber aparecem, dessa vez com uma pegada mais moda urbana com acabamentos em vinil e peças em prata e esse dourado com ares futuristas.

Ratier – Essa foi a primeira vez da marca no SPFW e logo na estréia teve até cachorro na passarela! A coleção foi quase inteira all black, continuando com o seu estilo streetwear usando muito couro, tricô, linho, alfaiataria e seda.

Colccie – Com looks 70’s cheios de feminilidade a marca deu destaque para os bordados e a camurça! E a bota de cano médio que fez tanto sucesso nas semanas de moda internacionais também marcou presença no desfile da Colccie.

Amapô – Encerrando mais uma temporada de SPFW a marca apresentou uma coleção que mescla um mood gótico com detalhes de romantismo vitoriano. Paetês, plumas e veludo foram os materiais chave da coleção junto com uma cartela de cores repleta de tons como preto, bordô, roxo, mostarda e menta.

SPFW INVERNO 2016 – DAY 5

Penúltimo dia dessa semana de moda, rolaram muitos desfiles lindos, que deram o que falar…

Lethícia para Riachuelo – O desfile já começou cheio de sobreposições e muitas rendas. A aposta da vez serão as jaquetinhas bomber, toda essa coleção pode ser encontrada na Riachuelo, os preços variam entre R$ 39,90 e R$ 399,90!

Gloria Coelho – Utilizando o tema “Os nórdicos” Gloria Coelho apostou no mantô como a peça-desejo de sua coleção, junto com jaquetas e casaquetos, usados com vestidos, hot pants e coletes e casacos de faixas de couro, alguns texturizados com um material sintético de textura de cobra e lã ( de carneiro e de coelho).

Fernanda Yamamoto – Toda essa coleção foi feita a mão, dessa vez o objetivo da estilista era trazer uma leveza especial para a renda deixando-a com um ar  contemporâneo. Não há dúvidas de que ela conseguiu atingir seus objetivos não é mesmo?!

Juliana Jabour – Assim como em muias outras coleções os anos 80 foi o tema para o Inverno 2016, nesse desfile foi utilizado georgete de seda, tricoline emapapelada, tule bordado, paetê, alfaiataria, couro e tricô, com uma paleta de cores primarias que deram contrastes vibrantes as estampas.

Lolitta – Os casacos casulo e felpudos foram destaque do desfile junto com os vestidos com inspiração “gladiador”, o cumprimento midi, tops cropped e vestidos curtinhos continuaram sendo usados pela marca nessa estação.

Lino Villaventura – O contraste de cores com os cristais esteve presente desde o inicio do desfile, dessa vez Lino trouxe um leve olhar esportivo para seus longos tradicionais, com muita seda que dão volume a suas parkas.

Osklen – Conforto é a palavra que define este desfile, moletom foi a base da coleção junto com veludo de seda, crepe de seda, sarja de algodão, jérsei, tricô de rayon e seda orgânica com stretch. Seguindo uma linha mais minimalista a marca conseguiu mostrar todas as suas características sem se repetir mesmo utilizando temas recorrentes.

SPFW Inverno 2016 – Day 4

A semana está voando e a 40ª edição do SPFW está chegando na reta final. Após o desfile arrebatador da ELLUS, nesta quarta-feira, foi a vez de grifes Reinaldo Lourenço, Samuel Cirnansck, Apartamento 03, Coven e Hêlo Rocha subirem à passarela paulista neste quarto dia de evento.

Reinaldo Lourenço – Com o tema “Viagem a Portugal” o estilista transformou o folclore em algo contemporâneo, foram usadas saias rodadas, saias midi, calças retas, camisas estampadas e casacos/ paletós com estampas de jacquards inspirados nos azulejos.

Samuel Cirnansck – E o queridinho das noivas fez muito sucesso, seus bordados continuam impecáveis, que desta vez apareceram com transparências, cristais e couro. Sua coleção de inverno foi inspirada nos sentimentos positivos como a realização pessoal e o amor.

Apartamento 03 – Mais uma vez a alfaiataria oversized esta presente nas passarelas, mas dessa vez mais decorados com bordados franjados. O granda destaque foram os ternos de veludo e os conjuntos com um estilo meio pijama. O enigma do gênero, Caitlyn Jenner e Orlando, de Virginia Woolf foram os temas desse desfile.

Coven – Essa foi a primeira vez da marca no SPFW, com uma coleção mais retro o tricô surge em vestidos transparentes e os casacos-casulo também voltaram junto com os sapatos brancos e com desenhos geométricos.

Hêlo Rocha – Primeiro desfile assinando a marca com seu próprio nome, antes era Têca, o foco da coleção é o trabalho manual e não terá mais tantas estampas como na Têca. Sua inspiração para o inverno 2016 veio de uma viagem a Alto Paraíso de Goiás e todo o misticismo do lugar.

SPFW Inverno 2016 – Day 3

Terça-feira desfilaram muitas marcas que eu amo, foi difícil escolher meus 5 looks preferidos de cada marca.

Vitorino Campos – Nessa coleção Vitoriano trabalhou com o jeans em seu estado bruto, sem nenhum tipo de lavagem e para quem assim como eu ama tênis branco, se depender desse desfile eles continuam na próxima estação, ele estava presente em cada look deixando cool e elegantes na medida certa.

Iódice – O filme “Morte em Veneza” foi o tema desse desfile, o estilo marinheiro esteve presente no desfile inteiro, a paleta de cores selecionada tinha muito marinho, preto e branco com toques laranja tijolo. Os casacos e tricôs apareceram ambos oversize, usados por cima de saias transparentes ou com grandes babados, blusas e tops.

GIG Couture – As estampas tropicais estavam presentes nos looks com pequenos toques dos anos 90, os acabamento dos tricôs também fizeram sucesso junto com as bolsinhas e bijuterias com dourado e acrílico.

João Pimenta – A alfaiataria clássica esteve fortemente presente na coleção, com a diferença de alguns detalhes em conjuntos mais tradicionais, de calça, paletó e camisa com cores que remetem ao Brasil. As botas e sapatos também se destacaram fazendo uma relação entre o social e o casual.

PatBo – Patricia interpretou suas referência vicking nômade dentro de sua marca, os bordados, cordas trançadas e franjas presentes em quase todas as peças. As franjas, de seda e de algodão, estavam sempre cheias e ricas, com balanço e volume em tiras fininhas, o que deixa tudo forte e delicado. A própria estilista afirmou que este é um novo momento da mulher PatBo, menos romântica, mais madura e cheia de atitude.

Ellus – A marca encerrou o terceiro dia do evento com uma grande apresentação de skatistas e som alto para abrir o desfile. Lançou a linha Sport DLX, em parceria com a Adida e deu ainda mais destaque ao streetwear, o jeans e o moletom esteve mais uma vez muito presente assim como em sua última coleção e para encerrar o desfile teve o show da rapper Karol Conká.

SPFW Inverno 2016 – Day 1 and 2

Domingo iniciou o SPFW, com o desfile do Alexandre Herchcovitch, que aconteceu na prefeitura de São Paulo, o desfile teve um estilo mais punk-dark, foram utilizadas muitas transparências, muito zíper, amarrações, argolas e mangas bufantes, detalhe o desfile foi intero Black&White!

Ontem, segunda-feira, foi o primeiro dia do SPFW no Parque Ibirapuera e já rolaram mais quatro desfiles, entre eles:

Animale – Nessa coleção a estilista focou em cada modelo, assim podendo atingir diferentes tipos de mulheres, usaram comprimentos e propostas de modelagem variadas, seda para peças mais leves e soltas com detalhes em renda francesa recortada artesanalmente, casacos de alfaiataria e peças mais estruturadas, foi utilizada a transparência em tops e minissaias.

Uma Raquel Davidowicz – Essa coleção poderia ser facilmente usada nas ruas, com peças super versáteis e confortáveis, foi utilizada muita sobreposição e mistura de materiais (moletons com textura emborrachada, malha suede, tafetá de seda, lãs, couro e suede com película metalizada).

Ronaldo Fraga – O tema desse desfile foi o amor, muitas peças eram feitas de tricot, misturado com algodão ou em uma versão mais rústica é a seda. Todas as peças foram 100% produzidas no Brasil, com materiais nacionais, com exceção da lava de vulcão da Colômbia, usada como pedraria de um colar.

Lilly Sarti – Em uma coleção mais mística  a marca incorporou o esoterismo com acabamentos luxuosos, como o tule devorê com símbolos que remetiam da Astrologia ao Egito Antigo, pashminas, jeans, pelo de ovelha, couro, tricôs e lamê.

Mix de colares

O mix  de colares tem feito cada vez mais sucesso, além de valorizar o look eles dão mais destaque ao seu estilo e personalidade. É possível fazer várias combinações, mas tomem cuidado para não pecarem pelo excesso de colares, fiquem atentos com as cores, tamanhos, formas e detalhes para conseguir fazer um mix perfeito, tentem escolher uma única cor para os colares, dourado ou prateado ou rose ou foscos ou envelhecidos!

  1. Basic

2. Clássico e fashionista

3. Boho

4. Texturas (evitem peças estampadas quando usares o mix de texturas).

Obs.: Observem o formato do decote que você irá usar, isso também é muito importante no momento de escolher os colares, separei essa tabelinha pra vocês entenderem um pouco melhor!

como-usar-mix-de-colares-conforme-decote